Governo do Estado de Santa Catarina
Ouvidoria Doadores
DEINFRA DEPARTAMENTO ESTADUAL DE INFRAESTRUTURA Governo do Estado de Santa Catarina SIE

Histórico da Ponte Hercílio Luz

1922 - Início das Obras de construção
1924 - 08 de outubro - Inauguração Simbólica
- 20 de outubro - Falecimento do Engenheiro Hercílio Pedro da Luz.
1926 - 13 de maio - Inauguração Oficial.
1926 a 1982 - Ponte aberta ao Tráfego Total
1982 - 22 de janeiro - Interdição ao tráfego de veículos.
1982 a 1988 - Período em que a ponte ficou aberta somente para pedestres
1988 - 15 de março - Reabertura do tráfego para pedestres, bicicletas, motos.
1988 a 1991 - Período em que a ponte ficou aberta ao Tráfego Total
1991 - 04 de julho - Interdição total do tráfego
1992 - 04 de agosto - Tombamento
1997 - 13 de maio - Homologação do tombamento pelo Gov. Paulo Afonso Evangelista
2005 - 24 de março de 2005 - Apresentação do projeto de reabilitação.
- 15 de dezembro de 2005 - Edital de Licitação - Etapa I.
2006 - 17 de fevereiro de 2006 - Início da execução do contrato.
2008 - 15 de maio - Decreto declarando de utilidade pública imóveis de entorno da ponte.
2009 - Edital de Licitação - Recuperação da Ponte Hercílio Luz – Etapa II

Projeto, Construção e Inauguração

Eng.º Civil Hercílio Pedro da Luz

A Ponte Hercílio Luz foi construída na década de 1920 - entre novembro de 1922 e maio de 1926 - pelas firmas associadas Byington & Sundstrom. Foi projetada pelo Eng.º David Barnard Steinman, das firmas associadas Robinson & Steinman, U.S.A. Consulting Engineers, tendo sido concluída e inaugurada em 13 de maio de 1926, uma quinta-feira chuvosa, no governo de Antônio Vicente Bulcão Vianna.

A realização desse sonho deu-se, principalmente, graças à iniciativa empreendedora do Vice-Governador, no exercício do cargo de Governador do Estado de Santa Catarina - Engenheiro Civil Hercílio Pedro da Luz, que autorizou o Estado a contrair o empréstimo para a construção da Ponte, que ele imaginara denominar Ponte da Independência.

Galeria de Fotos da Construção

Passe o mouse sobre a foto para ver outras fotos

Em meados de 1924, a saúde de Hercílio Luz estava profundamente abalada, com diagnósticos de câncer de estômago, já desenganado pelos médicos. Em 08 de outubro de 1924, Hercílio Luz inaugurou então simbolicamente a Ponte, atravessando uma passarela pênsil de 18 metros de comprimento, construída em miniatura, com escala 50 vezes menor que a original, junto ao trapiche de Florianópolis, pois se sabia que dificilmente estaria vivo para inaugurar a Ponte que idealizara.

Infelizmente, doze dias após a inauguração simbólica, Hercílio Luz faleceu em 20 de outubro de 1924 e não pôde ver essa grande obra concluída. A bem da justiça, a Ponte levou seu nome e passou a ser chamada de Ponte Hercílio Luz.

Dimensões

A Ponte Hercílio Luz tem extensão total de 821,005 metros, sendo formada pelos viadutos de acesso do Continente, com 222,504 metros, da ilha, com 259,080 metros, e pelo vão central pênsil com extensão de 339,471 metros, composta por 28 vãos no total, 2 torres principais e 12 torres secundárias. A altura das torres principais é de 74,210 metros. A altura do vão pênsil em relação ao nível de maré média é de 30,86 metros.A carga total nas cadeias de barras de olhal é de 4.000 toneladas-força.

Características

Além de ser uma ponte em estrutura metálica pênsil (existem muito poucas no Brasil), tem como característica marcante a sua suspensão formada por correntes de barras de olhal, em aço, articuladas por pinos também de aço, sendo atualmente a única no mundo com partes das barras compondo a corda superior da treliça de rigidez. É a mais longa ponte pênsil com sistema de barras de olhal no mundo.

O cabo principal da ponte é constituído de 4 correntes de barras de olhal termicamente tratadas. Este cabo suporta apenas o vão central através de pendurais verticais.

Pode-se ainda ressaltar as torres articuladas nas bases e ainda os blocos de ancoragem em concreto, na forma de "U" para o máximo de eficiência.

Importância na época

Foi originalmente construída para sustentar uma pista de rolamento, uma via férrea, uma passarela de pedestres e a adutora de abastecimento de água de Florianópolis.

Sua construção consolidou a situação da Capital do Estado para a Cidade de Florianópolis, possibilitando o fluxo de transportes entre o Continente e a Ilha de Santa Catarina.

Interdições

Foi interditada totalmente ao tráfego em 22 de janeiro de 1982, quando ainda absorvia 43,8% do total do tráfego, ou seja, 27.345 veículos por dia, alcançando em horários de pico, a marca de 2.250 veículos por hora.

O DER/SC, naquele dia, fechou a Ponte ao tráfego de veículos e pedestres devido às precárias condições em que se encontrava, decorrente de deterioração das barras de olhal, com base no laudo técnico nº 16.177 do Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo S/A - IPT, em perícia realizada em 03/12/1981.

Em 15 de março de 1988, a Ponte Hercílio Luz foi reaberta somente ao tráfego de pedestres, bicicletas, motocicletas e veículos de tração animal.

Em fevereiro de 1990, foi apresentada pela Cerne Engenharia e Projetos e Construtora Roca Ltda. o Relatório da Primeira Etapa da Análise da Viabilidade da reabertura ao tráfego da Ponte Hercílio Luz.

Em 4 de julho de 1991, a Ponte Hercílio Luz foi novamente interditada a qualquer tipo de tráfego e retirado o piso asfáltico do vão central, resultado num alívio de peso da ordem de 400 toneladas, não tendo sido mais aberta ao tráfego até os dias de hoje.

Tombamento

Em 04 de agosto de 1992, o então Prefeito Municipal de Florianópolis - Antônio Henrique Bulcão Vianna - assina o Decreto nº 637/92, tombando a Ponte Hercílio Luz como Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Município de Florianópolis.

Em 13 de maio de 1997, o então Governador do Estado de Santa Catarina: Paulo Afonso Evangelista Vieira, através do Decreto nº 1.830, homologa o Tombamento da Ponte Hercílio Luz, de propriedade do Estado de Santa Catarina / DER/SC, localizada no Município de Florianópolis.

Em 15 de maio de 1997, foi assinado o Decreto nº 2.070, no qual o Governo do Estado de Santa Catarina declara de utilidade pública para fins de aquisição por doação ou desapropriação, amigável ou judicial, os imóveis compreendidos na área de entorno da Ponte Hercílio Luz.

Reabilitação da Ponte Hercílio Luz - Etapa I

Em 24 de marçdo de 2005, na "Casa do Jornalista", o Governador do Estado de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, em conjunto com sua equipe técnica, apresentou um resumo do Projeto de Reabilitação da Ponte Hercílio Luz, ocasião em que foi estabelecido um prazo para o lançamento do edital para a execução das obras de reabilitação da Ponte.

No dia 15 de dezembro de 2005 o DEINFRA iniciava a abertura do Edital de Concorrência Internacional n.º 24, no qual o consórcio formado pelas empresas ROCA e TEC foi o vencedor do certame.

Em 17 de fevereiro de 2006 foi iniciada a execução do contrato PJ-015/2006, com o consórcio anteriormente citado, no valor de R$20.983.905,55 e que tem por objetivo a execução, com fornecimento de materiais e insumos, dos serviços necessários para a restauração, reabilitação e manutenção da Ponte Hercílio Luz. Tal contrato está previsto para ser encerrado em 05 de agosto de 2008 e contempla a primeira fase da obra.

Além do montante previsto para a execução da obra, outros R$9.810.170,61 foram investidos na contratação das empresas consorciadas PROSUL e CONCREMAT para execução de serviços de gerenciamento, coordenação, supervisão, controle de qualidade e apoio à fiscalização das obras de reabilitação da Ponte, conforme contrato PJ-170/2006. Tal contrato está previsto para suprir as necessidades de supervisão dos serviços executados para a primeira e segunda fases da reabilitação da Ponte.

Selecione o tópico desejado e veja as fotos relacionadas aos trabalhos de Reabilitação da Ponte Hercílio Luz:

Atividades

A seguir são listadas as atividades executadas nesta primeira etapa do projeto de reabilitação da ponte Hercílio Luz, juntamente com fotos que ilustram os serviços:

Galeria de Fotos de Atividades

Passe o mouse sobre a foto para ver outras fotos

Antes e Depois

Veja as fotos de como se encontrava a Ponte Hercílio Luz antes do início dos trabalhos de recuperação promovidos pelo DEINFRA e depois das atividades que foram e estão sendo desenvolvidas.

Galeria de Fotos

Passe o mouse sobre a foto para ver outras fotos

Visitação Pública

Durante a execução dos trabalhos, a ponte Hercílio Luz recebeu a visita de uma série entidades. Dentre os visitantes, destacam-se:

Galeria de Fotos

Passe o mouse sobre a foto para ver outras fotos

Reabilitação da Ponte Hercílio Luz - Etapa II

O DEINFRA já publicou Edital de Concorrência Pública Internacional número 044/07 para a fase final de conclusão das obras de reabilitação da Ponte Hercílio Luz. O recebimento das propostas ocorrerá no dia 13 de maio de 2008, às 14h, na Sede do Órgão. Para tal licitação, o orçamento básico do DEINFRA está estimado R$169.425.943,71.

Durante esta etapa, com previsão de término para 2012, serão realizadas as seguintes atividades.

  • Reforços das bases das torres principais;
  • Reforços dos blocos de ancoragem;
  • Reforços das fundações das torres dos viadutos;
  • Troca das barras de olhal;
  • Recuperação dos elementos estruturais do vão central e torres principais;
  • Reformulação da pista de rolamento;
  • Recuperação da passarela de pedestres existentes (Lado Norte) e contrução de outra passarela para pedestre (lado Sul)

Em virtude dos estudos de viabilidade realizados para a instalação do metrô de superfície em Florianópolis,constatou-se que a Ponte Hercílio Luz estará habilitada para receber este moderno tipo de transporte.

Por fim, é grande o anseio do Governo do Estado para entregar para uso da população, totalmente recuperada e integrada ao sistema viário da Capital, esta importante obra de arte, símbolo maior do Estado de Santa Catarina.

DEINFRA-SC - Departamento Estadual de Infraestrutura
  • Rua Tenente Silveira, 162 - Edifício das Diretorias - Centro
  • Florianópolis - SC - 88010-300
  • +55 48 3251-3000
  • www.deinfra.sc.gov.br
  • COMO CHEGAR